Renda Extra Alta no preço dos combustíveis revolta a população em vários Estados nesta sexta-feira

Alta no preço dos combustíveis revolta a população em vários Estados nesta sexta-feira

Na quinta-feira (10), a Petrobras anunciou aumentos pesados a partir de hoje na gasolina e no diesel entregue às refinarias, mas vários estabelecimentos fizeram o reajuste antes do prazo

  • Renda Extra | Do R7, com Record TV

Posto no Acre bateu o recorde: gasolina a R$ 10,55

Posto no Acre bateu o recorde: gasolina a R$ 10,55

Record TV / Reproduçaõ

O anúncio da Petrobras, na quinta-feira (10), de que aumentou os preços da gasolina (18%) e do diesel (quase 25%) vendido às refinarias estragou a sexta-feira (11) dos consumidores.

O Balanço Geral, da Record TV, mostrou revolta e preocupação de brasileiros de vários pontos do país com as remarcações, que chegavam a R$ 0,60 na gasolina e no etanol, que nem sequer é extraído do petróleo.

Ao justificar o aumento, a Petrobras alegou a disparada do preço internacional do petróleo com a invasão da Ucrânia pela Rússia, em 24 de fevereiro.

O Balanço Geral flagrou a imagem de um posto no Acre que cobra a gasolina comum a R$ 10,55 e o diesel a R$ 9,55 o litro – recordes, por enquanto, no Brasil.

A madrugada já foi de caos nos postos de São Paulo, com imensas filas de pessoas que tentavam aproveitar o preço antigo. Muitos estabelecimentos, no entanto, teriam feito a correção no fim da noite de quinta (antes, portanto, do prometido pela petroleira).

Um motorista de aplicativo afirmou ontem à noite que o preço foi elevado no momento em que ele ia pagar.

Arte/R7

Uma moradora de São Paulo foi a um posto da zona sul levada pelo preço mostrado pelo aplicativo da marca, que apresentava R$ 5,79, mas encontrou no local R$ 6,36. Eram 21h.

Um senhor entrevistado nesta manhã, que se identificou como Celso, disse que "é sempre assim, quem tem dinheiro paga, quem não tem põe no cartão de crédito e se endivida lá na frente". Ele comentou ainda que o Brasil não tem mais jeito. "O país até vai bem, o que não está bem é lá em cima", corrigiu.

No Rio de Janeiro, a gasolina aparecia a R$ 7,69 o litro em um estabelecimento da zona oeste, área nobre da cidade. O valor médio apurado pela ANP (Agência Nacional de Petróleo) mostrava que o estado cobrava em média R$ 7,143 até o último fim de semana.

Em Belo Horizonte, várias empresas subiram os valores na quinta-feira mesmo. Várias já cobraram ontem mais de R$ 7,50 pelo litro da gasolina comum (a ANP afirma que o preço estava em R$ 6,884).

Um posto da capital mineira manteve os valores, mas no meio da noite o combustível acabou, o que obrigou o proprietário a dispersar, com o tanque vazio, a fila gigantesca de carros.

Últimas