Renda Extra IPVA 2024: vale mais a pena pagar à vista ou parcelado?

IPVA 2024: vale mais a pena pagar à vista ou parcelado?

Diversos estados, como o de São Paulo, contam com a possibilidade de pagar o IPVA à vista com desconto

Agência Estado
Pagamento em São Paulo começa no dia 11 de janeiro

Pagamento em São Paulo começa no dia 11 de janeiro

ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO-06/12/2023

Neste começo do ano, os brasileiros já estão se preparando para os pagamentos extras como o do IPVA (Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores). Muitos estados têm desconto para quem paga o tributo à vista. Mas a dúvida é: vale mais a pena parcelar ou pagar o tributo de uma vez só?

O pagamento à vista ou parcelado do IPVA dependerá da condição financeira da pessoa no momento e seus planos no decorrer dos próximos meses.

Em São Paulo, os contribuintes têm a opção de pagar o imposto em cota única em janeiro (com desconto de 3%), de maneira integral em fevereiro (sem desconto) ou parcelar em até cinco vezes (de janeiro a maio), conforme o final da placa do veículo. A primeira data está prevista para 11 de janeiro para carros com placa final 1 (veja calendário abaixo).

Adriana Matheus, economista, CFP® e especialista em investimentos, informa que o primeiro passo para entender qual é a melhor opção para a pessoa é ter os recursos para quitar o tributo em mãos.

O mais importante nessa situação é pagar o IPVA, seja ele parcelado ou à vista. A não quitação deste tributo com o governo pode acarretar multas, apreensão do veículo e até suspensão da carteira de motorista.

“O pagamento à vista pode trazer descontos significativos, o que sempre será uma alternativa interessante caso o proprietário do veículo disponha do recurso. O parcelamento, por sua vez, é uma boa opção para as pessoas que não possuem o montante disponível ou que estão com o valor investido”, recomenda Adriana.

Portanto, a sugestão da especialista é fazer um planejamento financeiro para ver se há a possibilidade do pagamento à vista e se o desconto vale a pena. “Caso não seja, o parcelamento pode ser feito sem problemas. O mais importante é ficar atento às datas de pagamento , bem como evitar multas e juros por atraso. Considere sempre sua realidade financeira para tomar atitudes equilibradas”, destaca.

Outra forma de analisar se vale a pena o pagamento à vista é comparando quanto seria economizado com o desconto e quanto esse dinheiro renderia. Ana Calixto, economista e consultora financeira, realizou algumas simulações para exemplificar.

A economista tomou como base o IPVA de São Paulo, com desconto de 3% no pagamento à vista, e o investimento na caderneta de poupança, a aplicação mais comum no Brasil e que permite a retirada do dinheiro a qualquer momento sem perda no rendimento.

Tomando como base um IPVA de R$ 5 mil, o desconto ficaria na casa de R$ 150. Esses mesmos cinco mil reais, caso ficassem aplicados na poupança durante um mês, renderiam R$ 59 (cerca de 0,58% ao mês).

Dessa forma, Calixto pontua que o pagamento à vista pode ser mais vantajoso para o contribuinte, caso ele tenha a possibilidade de retirar seu dinheiro sem prejuízo nos rendimentos e tenha os valores disponíveis.

Calendário do IPVA 2024 em São Paulo

Divulgação/Sefaz-SP
Últimas