Renda Extra Procon orienta a denunciar postos que estão antecipando aumento

Procon orienta a denunciar postos que estão antecipando aumento

O aumento a partir desta sexta-feira (11) nas refinarias será de 18,7% na gasolina, 24,9% no diesel e 16% no gás de cozinha

Agência Estado - Economia
Movimentação em posto de combustível de Curitiba

Movimentação em posto de combustível de Curitiba

CASSIANO ROSÁRIO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO-10/03/2022

Diante das notícias de que alguns postos de combustíveis estão aumentando os preços nesta quinta-feira (10), antes da entrada em vigor do reajuste anunciado pela Petrobras, o Procon de São Paulo orienta os consumidores a denunciarem a prática.

"Os postos de combustível que estão reajustando os produtos hoje estão incorrendo em prática abusiva e especulativa", diz o órgão em nota.

A estatal, que estava há quase dois meses sem aumentar os preços, anunciou nesta quinta-feira reajuste válido a partir da sexta-feira (11).

O preço médio de venda da gasolina para as distribuidoras passará de R$ 3,25 para R$ 3,86 por litro, um aumento de 18,7%. Para o diesel, o preço médio passará de R$ 3,61 para R$ 4,51 por litro, uma alta de 24,9%.

"O Procon-SP vai combater especulação no preço dos combustíveis. Os consumidores que se depararem com a situação devem fazer sua denúncia no site do Procon-SP, anexando fotos dos preços da bomba", afirma o diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez.

Últimas