Renda Extra Se eu pagar o mínimo da fatura do cartão de crédito, o que acontece? Descubra aqui

Se eu pagar o mínimo da fatura do cartão de crédito, o que acontece? Descubra aqui

Primeira consequência é cair no rotativo do cartão, que tem juros exorbitantes de mais de 400%

  • Renda Extra | Do R7

Resumindo a Notícia
  • Pagar o mínimo da fatura leva ao crédito rotativo, cobrado com juros altos no mês seguinte.

  • Juros rotativos podem chegar a 455% ao ano, resultando em aumento rápido da dívida.

  • Além de juros altos, pagar o mínimo gera dívida crescente e impacto no score de crédito.

  • É aconselhável pagar o valor total para evitar encargos significativos, buscando alternativas.

Juro do rotativo é um dos mais altos do mercado

Juro do rotativo é um dos mais altos do mercado

Marcello Casal/Agência Brasil

Ao lidar com cartões de crédito, uma pergunta comum que muitos consumidores têm é: “Se eu pagar o mínimo da fatura, o que acontece?” A resposta a essa pergunta é crucial para entender como os cartões de crédito funcionam e como evitar dívidas desnecessárias.

Quando você paga apenas o mínimo da fatura do seu cartão de crédito, você entra no que é chamado de crédito rotativo. Isso significa que o valor restante da sua fatura será cobrado no mês seguinte, com a adição de juros.

O rotativo do cartão é alvo de discussão no governo federal, Banco Central e bancos. O projeto do Desenrola, aprovado pelo Congresso Nacional, estipulou prazo de 90 dias para que os bancos tenham soluções para baixar os juros do cartão de crédito. Esse prazo termina em 3 de janeiro de 2024.

Caso não haja uma proposta viável, a dívida no cartão não poderá ser maior que 100% do bem. Para baixar os juros do rotativo, os bancos querem que o parcelamento sem juros seja limitado ou até extinto. Segundo economistas, não há estudos que comprovem correlação entre as duas práticas.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

O crédito rotativo é uma forma de crédito oferecida por instituições financeiras, como cartões de crédito, que permite aos consumidores utilizar uma parte específica do crédito continuamente, desde que paguem um valor mínimo mensal.

O saldo não pago acumula juros elevados, o que torna essa uma opção cara se não for gerenciada adequadamente. É aconselhável pagar o saldo total para evitar encargos financeiros significativos.

Juros do crédito rotativo

undefined

Os juros do crédito rotativo podem ser muito altos. Por exemplo, a taxa de juros do crédito rotativo chegou a 409,3% ao ano no final de 2022. Isso significa que, quando um consumidor escolhe pagar o mínimo da fatura, está correndo sério risco de entrar em um ciclo de endividamento.

Os juros rotativos variam mensalmente, mas sempre ficam entre os mais altos do mercado. Por exemplo, segundo o Banco Central, em maio de 2023 a média dos juros do rotativo era de 455% ao ano. Isso representa juros de 15,18% ao mês.

Além disso, o crédito rotativo tem juros compostos, o que significa que todo mês a dívida aumenta em cima da dívida do mês anterior. Com a taxa de juros de 430,5% ao ano, os juros do rotativo ficam em 14,92% ao mês.

Portanto, é importante entender que, ao pagar apenas o valor mínimo da fatura do cartão de crédito, você estará sujeito a esses juros altos. Isso pode levar a um aumento significativo da sua dívida ao longo do tempo.

Consequências de pagar o mínimo da fatura

No mês seguinte, além de pagar o restante da fatura, será necessário arcar com juros, taxas e ainda com o valor das novas compras efetuadas ou as que já estavam parceladas. Se a fatura do seu cartão de crédito já estiver vencida e você pagar o valor mínimo, você não conseguirá evitar os juros e o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

Pagar apenas o mínimo da fatura do cartão de crédito pode ter várias consequências, incluindo:

1. Juros altos: os juros do crédito rotativo são muito altos. Por exemplo, a taxa de juros do crédito rotativo chegou a 409,3% ao ano no final de 2022. Isso significa que a dívida pode crescer rapidamente se você continuar pagando apenas o mínimo.

2. Dívida crescente: como os juros são compostos, a dívida aumenta a cada mês. Isso pode levar a um ciclo de endividamento, em que a dívida continua crescendo e se torna cada vez mais difícil de pagar.

3. Cobrança de IOF: se a fatura do seu cartão de crédito já estiver vencida e você pagar o valor mínimo, você não conseguirá evitar os juros e o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

4. Impacto no score de crédito: se você continuar a pagar apenas o mínimo e acumular dívidas, isso pode afetar negativamente o seu score de crédito.

Portanto, é recomendável tentar pagar o valor total da fatura do cartão de crédito sempre que possível para evitar essas consequências. Se você não puder pagar o valor total, pode ser melhor considerar outras opções, como o parcelamento da fatura.

Em resumo, pagar apenas o mínimo da fatura do cartão de crédito pode levar a altos juros e potencial endividamento. É melhor pagar o valor total da fatura sempre que possível.

Veja sete dicas para evitar os juros do cartão de crédito rotativo

Últimas